A Ford vai receber o prêmio “10 Best Engines” com o motor V8 5.2 do Mustang Shelby GT350 durante o Salão de Detroit, que começa na próxima segunda-feira nos Estados Unidos. Ele foi eleito na tradicional premiação promovida pela publicação WardsAuto e o grupo de finalistas incluiu os 10 vencedores do ano anterior e os 21 motores totalmente novos ou significativamente aprimorados para 2016. Outra exigência para os concorrentes foi ter um preço limite de 61 mil dólares.

Ford Mustang Shelby GT350. Foto: Divulgação.

Ford Mustang Shelby GT350. Foto: Divulgação.

Esse V8 de 5.2 litros é o motor naturalmente aspirado de série mais potente já produzido pela Ford. Com mais de 540 cv, o propulsor do Shelby GT350 também é o que tem giro mais alto, de até 8.250 rpm. Outra inovação em relação aos V8 tradicionais é o seu virabrequim de perfil plano, usado em carros de corrida e superesportivos. Ele foi desenvolvido especialmente para a nova geração do Shelby, com produção limitada de apenas 100 unidades.

Motor V8 5.2 do Ford Mustang Shelby GT350. Foto: Divulgação.

Motor V8 5.2 do Ford Mustang Shelby GT350. Foto: Divulgação.

O prêmio “10 Best Engines” é realizado há 22 anos, destacando os motores mais inovadores da indústria, bem como a tecnologia e engenharia envolvidos na sua criação. Os editores da publicação selecionaram os vencedores depois de passar dois meses estudando e dirigindo os 31 finalistas, sem usar instrumentos de teste – “apenas rodando com os carros no dia a dia, nos trajetos de casa, trabalho, escola, mercearia e casa da vovó”, explicam.

As avaliações foram feitas com base na potência, torque, especificações, atenuação de ruído, economia de combustível e uso de novas tecnologias. O princípio que orientou a seleção foi: o sistema propulsor realmente vende o carro ou eleva o padrão no seu segmento competitivo?