Uma das histórias mais longas do mercado de automóveis chega ao seu fim após 56 anos de estrada. A Volkswagen certamente sabia que esse momento chegaria e por isso entendeu que antes de partir, a Kombi merecia uma despedida digna de alguém muito importante, uma vez que a van é o modelo mais antigo que ainda é produzido no Brasil.

A Volkswagen produzirá a versão Last Edition da Kombi, serão apenas 600 unidades, mas que certamente ficarão na memória dos consumidores. O preço é “salgado”, visto que o lançamento custará R$ 85 mil. Lembrando que as vendas começam já nesse mês de agosto de 2013.

Em relação ao seu visual, a Kombi Last Edition conta com alguns itens exclusivos, tais como diversos elementos de design relacionados às versões anteriores do modelo e a pintura tipo “saia e blusa”, ou seja, com cores diferentes na seção inferior e superior da carroceria.

A última versão da Kombi conta ainda com os aros dos faróis, molduras das setas e grade dianteira superior pintados de azul, enquanto as calotas, rodas, para-choques, colunas e teto são pintados de branco. Há ainda uma faixa decorativa na cor branca.

Nas laterais o destaque fica por conta dos adesivos que identificam o carro como sendo da edição especial. As setas dianteiras possuem lentes de cristal branco. O vigia traseiro conta com desembaçador elétrico. Os vidros são escurecidos e os pneus possuem uma faixa branca para estimular ainda mais o clima de nostalgia que o modelo possui.

Interior

A parte interna conta com capacidade para 9 ocupantes, costas dos assentos e laterais com acabamento em vinil expandido (na cor Cinza Lotus), bancos com forragem especial de vinil, onde as bordas são Azul Atlanta e as faixas centrais em azul e branco, braçadeiras com o logotipo Kombi bordado (assim como nas versões top de linha da Kombi das décadas de 60 e 70) e cortinas em tear azul no vigia traseiro e nas janelas laterais.

No painel, o destaque fica por conta de uma plaquinha de alumínio escovado que identifica a edição especial (essa plaqueta será uma espécie de “contador” das unidades, tanto que a primeira unidade contará com a placa 001/600).

O teto é revestido com material não tecido (Stampatto), enquanto o estepe, porta-malas e assoalho são recobertos com tapetes com insertos em carpete dilour Basalto. As laterais, portas e porta-malas possuem revestimento em vinil Azul Atlanta, além de costuras decorativas pespontadas.

Uma das partes mais bacanas da última versão da Kombi é que o painel foi modernizado, mas manteve os instrumentos em seus devidos lugares. O velocímetro continua localizado no centro do painel, tendo o indicador de combustível a sua direita.

No porta-luvas, o consumidor encontrará o manual do proprietário contendo uma capa especial em comemoração a última edição da Kombi. O sistema de som é equipado com entradas USB e auxiliar, leitor de arquivos MP3 e LEDs vermelhos.

A parte mecânica da Kombi Last Edition continua a mesma, portanto continua o motor EA111 1.4 Total Flex capaz de gerar 80 cv de potência com etanol e 78 cv de potência com gasolina. A transmissão é manual de quatro marchas. As rodas são aro 14, com pneus 185 R14C.