A Mercedes-Benz colocou à prova, nas ruas de Amsterdã, capital da Holanda, seu “ônibus do futuro” equipado com tecnologia autônoma adaptada para o uso na cidade. Trata-se do Mercedes-Benz Future Bus, que foi demonstrado em uma das mais longas linhas de ônibus de trânsito rápido (conhecida por BRT) da Europa, na qual percorreu um trajeto de 20 km em velocidades de até 70 km/h.

Mercedes-Benz Future Bus. Foto: Divulgação.

Mercedes-Benz Future Bus. Foto: Divulgação.

O ônibus da marca alemã parou nos pontos, abriu e fechou as portas, obedeceu a sinalização e desviou de obstáculos, carros e pedestres de maneira autônoma. Por motivo de segurança, um motorista esteve no interior acompanhando o comportamento do veículo. Assim, a Daimler, controladora da Mercedes-Benz, se tornou a primeira fabricante do mundo a colocar um ônibus autônomo em uma situação real de trânsito na cidade.

Mercedes-Benz Future Bus. Foto: Divulgação.

Mercedes-Benz Future Bus. Foto: Divulgação.

Tal feito foi possível graças ao sistema chamado de “CityPilot” que utiliza sensores, radares, câmeras e GPS para recolher e analisar dados do exterior do veículo. O sistema é ativado ao apertar de um botão e pode ser desligado por um leve toque no volante ou nos pedais, fato que indicaria uma ação por parte do condutor. A maioria das inovações presentes no Future Bus vieram do conceito Future Truck 2025, apresentado anteriormente pela companhia.

Vale ressaltar que, de acordo com a Daimler, o objetivo da tecnologia é deixar o transporte público mais confortável, seguro, eficiente e produtivo para todos: empresas, passageiros e motoristas. Também não deverá causar a perda de postos de trabalho, já que os motoristas ainda terão de assumir o controle do ônibus, de maneira ocasional, quando a rota não puder ser feita de maneira autônoma. A transição do conceito atual ao modelo de produção também deverá ser bastante lenta.