Depois de assistir à perda da soberania de 27 anos do Gol, a Volkswagen apresenta sua “resposta” ao mercado com a linha 2017 dele e de seu sedã, Voyage. A reformulação da dupla é a tentativa da empresa de mantê-los na briga pela liderança de seus segmentos até a chegada das novas gerações, daqui cerca de dois anos. No visual, foram feitas alterações na dianteira (só o hatch mudou atrás) e uma reformulação interna, com a adoção (finalmente!) de uma central multimídia. Há também novidade no que diz respeito à parte mecânica, mas os esperados controle de estabilidade (ESC) e airbags laterais não se confirmaram. Os preços do Gol começam em R$ 34.890, enquanto o Voyage parte de R$ 40.990.

Volkswagen Gol 2017. Foto: Divulgação.

Volkswagen Gol 2017. Foto: Divulgação.

Design à moda Polo

Não era segredo que a VW se inspiraria no Polo europeu para retocar o Gol, como fizera na dianteira do Fox. No caso do antigo líder de vendas, os faróis tiveram a parte interna revista, com predomínio de retas. Apesar do apelo mais moderno, eles agora trazem somente um refletor, mesmo nas versões mais caras. Os compactos ainda ganharam retoques na grade e um para-choque redesenhado, com nova tomada de ar, luzes de neblina circulares e apliques plásticos parecidos com os do Fox.

Volkswagen Gol 2017. Foto: Divulgação.

Volkswagen Gol 2017. Foto: Divulgação.

Nas laterais, hatch e sedã trocaram apenas calotas e rodas, mantendo os contornos usados até agora. No Gol, a traseira foi novamente modificada. As lanternas ficaram maiores, novamente inspiradas no Polo, e com nova distribuição interna. As luzes revistas acabaram influenciando também nos vincos da tampa do porta-malas. A Volks aproveitou e modificou o para-choque. O Voyage é basicamente o mesmo nesta parte.

Volkswagen Voyage 2017. Foto: Divulgação.

Volkswagen Voyage 2017. Foto: Divulgação.

Interior à médios

Se o pequeno Polo trouxe influências para o exterior, a Volkswagen buscou nos médios e grandes parte das linhas do painel da dupla. Os difusores de ar irregulares vieram do Tiguan enquanto o filete horizontal e o desenho do porta-luvas se inspiraram no Passat. O quadro instrumentos foi emprestado pelo Jetta – com mostradores digitais para combustível e termômetro na versão de acesso -, enquanto o volante foi trazido do Golf. Só as portas ficam intactas, o que destoa do conjunto. O console está mais largo, abrindo espaço para a nova central multimídia de até 6,33 polegadas.

Interior do Volkswagen Voyage 2017. Foto: Divulgação.

Interior do Volkswagen Voyage 2017. Foto: Divulgação.

Falando nela, enfim o Gol responde aos concorrentes: quase todos dispõem de sistemas multimídia. O Chevrolet Onix oferece o MyLink desde 2012 e os demais rivais já contam com aparelhos parecidos, como Hyundai HB20, Ford Ka, Nissan March… Os compactos terão três dispositivos de entretenimento. O mais simples é o Media, com entrada auxiliar e conexão Bluetooth. O intermediário é o Composition Touch, que ganha tela sensível ao toque. Já o Discover Media acrescenta navegador (GPS).

Sistema de infotainment do Volkswagen Gol 2017. Foto: Divulgação.

Sistema de infotainment do Volkswagen Gol 2017. Foto: Divulgação.

Motor à Fox

Uma grande novidade para Voyage e Gol está sob o capô. A dupla aposenta o 1.0 8v TEC de quatro cilindros, que dispunha de 72/76 cv (5.250 rpm com gasolina/etanol) e 9,7/10,6 kgfm (3.850 rpm). No lugar entra o 1.0 12v EA-211 de três câmaras de combustão. Estreado pelo Up e adotado também pelo Fox, ele entrega 75/82 cv (6.250 rpm) e 9,7/10,4 kgfm (3.000 rpm), prometendo ainda melhor consumo. Ainda não há previsão da variação 1.0 TSI, com turbo, injeção direta e 101/105 cv, ser incorporada por estes compactos.

Como opção mais forte, a VW decidiu manter o 1.6 8v de quatro cilindros, também usado no Fox Comfortline. Ele gera Ele entrega 101/104 cv (5.250 rpm) e 15,4/15,6 kgfm de torque (2.500 rpm), tendo opção da transmissão automatizada ASG, oferecida nos modelos I-Motion. O propulsor 1.6 16v (110/120 cv), que move as versões mais caras da raposa e também o Golf, deve ser aplicado nos acabamentos diferenciados de Gol e Voyage, que chegam em um segundo momento, como a variação Rallye do hatch ou a Evidence do sedã.

Versões à Gol

Se o Polo inspirou a estética, os médios influenciaram o habitáculo e o Fox compartilhou dois de seus propulsores, os acabamentos seguem tipicamente Gol. Na linha 2017, a variação sem reestilização será oferecida com carroceria de três portas e o nome City, para frotas. Seu conteúdo, porém, não foi revelado. Sabe-se que a opção de acesso dos atualizados é a Trendline, movida pelo 1.0 ou pelo 1.6 (veja os preços abaixo). Ela não traz ar condicionado (R$ 2.800) ou aparelho de som, por exemplo, mas sai de fábrica com direção hidráulica, vidros e travas elétricos, ajuste de altura do banco do condutor, rodas aro 14″ com calotas e pneus “verdes” (175/70) e vidros dianteiros e travas elétricos.

Volkswagen Gol 2017. Foto: Divulgação.

Volkswagen Gol 2017. Foto: Divulgação.

Acima há a opção Comfortline, também movida pelos dois propulsores. Além dos itens da Trendline, a intermediária acrescenta faróis de neblina, ar condicionado, chave tipo canivete, aparelho multimídia Media Plus, porta-malas com abertura elétrica e rodas aro 15″ com calotas e pneus 195/55. Em opção, há a caixa automatizada I-Motion (R$ 3.300) e o kit Urban (R$ 3.550), composto por computador de bordo I-System, sensor de ré, retrovisores elétricos e rodas de liga leve aro 15″. A série especial Connect sai por R$ 2.500 extras e acrescenta a central Discover Media, o sensor de ré e a exclusiva cor azul Lagoon.

Presidente e CEO da Volkswagen do Brasil, David Powels. Foto: Divulgação.

Presidente e CEO da Volkswagen do Brasil, David Powels. Foto: Divulgação.

Para completar, o acabamento top é o Highline, sempre com motor 1.6 e opção de caixa automatizada (R$ 3.300). À lista da Comfortline, ela adiciona sensor de ré, volante multifuncional com regulagens de altura e profunidade e vidros traseiros e retrovisores elétricos. Um pacote opcional (R$ 3.240) acrescenta banco traseiro bipartido, assentos em couro sintético, sensores de chuva e luminosidade, retrovisor eletrocrômico e controle de velocidade.

Volkswagen Gol 2017:

  • Trendline 1.0: R$ 34.890;
  • Trendline 1.6: R$ 40.190;
  • Comfortline 1.0: R$ 42.690;
  • Connect 1.0: R$ 45.190;
  • Comfortline 1.6: R$ 47.490;
  • Connect 1.6: R$ 49.990;
  • Comforline 1.6 I-Motion: R$ 50.790;
  • Highline 1.6: R$ 51.990;
  • Connect 1.6 I-Motion: R$ 53.290;
  • Highline 1.6 I-Motion: R$ 55.290.

Volkswagen Voyage 2017:

  • Trendline 1.0: R$ 40.990;
  • Trendline 1.6: R$ 44.590;
  • Comfortline 1.6: R$ 46.490;
  • Comfortline 1.6: R$ 49.790;
  • Comfortline 1.6 I-Motion: R$ 53.090;
  • Highline 1.6: R$ 55.290;
  • Highline 1.6 I-Motion: R$ 58.590.