Com menos de dois anos no mercado, o modelo atual do Chevrolet Corvette já está com os seus dias contados. Pelo menos é o que indica a imprensa especializada norte-americana. As informações são de que a General Motors já está trabalhando no sucessor do seu mais lendário modelo.

Chevrolet Corvette C7 Stingray 2014. Foto: Divulgação.

Chevrolet Corvette C7 Stingray 2014. Foto: Divulgação.

A imprensa publicou essas informações, após o vice-presidente de desenvolvimento de produtos da General Motors, Mark Reuss, ter confirmado, em entrevista, que a oitava geração do Chevrolet Corvette já está sendo desenvolvida pela empresa. No entanto, segundo o próprio executivo, ainda não existe uma data definida para o lançamento do modelo.

Chevrolet Corvette C7 Stingray 2014. Foto: Divulgação.

Chevrolet Corvette C7 Stingray 2014. Foto: Divulgação.

A grande novidade da nova geração do Chevrolet Corvette é certamente o seu conjunto mecânico, que poderá ser híbrido ou elétrico. Isso faz parte de um processo pelo qual todas as montadoras estão passando, que é o de criar sistemas de reaproveitamento de energia ou geradores elétricos que possam adicionar mais potência aos carros sem consumir mais combustível, diminuindo também os níveis de emissões.

Interior do Chevrolet Corvette C7 Stingray 2014. Foto: Divulgação.

Interior do Chevrolet Corvette C7 Stingray 2014. Foto: Divulgação.

Rivais híbridos

Modelos como a Ferrari LaFerrari, o Porsche 918 e McLaren P1 já contam com motores híbridos que, por sinal, fazem muito sucesso entre os consumidores. No caso do Chevrolet Corvette, é bem provável que a tecnologia de propulsores mais “sustentáveis” esteja ainda mais barata e acessível quando a oitava geração do modelo for lançada.

Há quem garanta que o motor já está definido, no entanto não existem confirmações oficiais por parte da Chevrolet. A expectativa é de que o bloco seja ainda mais potente que o 6.2 V8 de 460 cv e 64,2 kgfm presente nos modelos da Ferrari, Porsche e McLaren.

Híbrido ou elétrico?

Os rumores parecem estar se confirmando, visto que a General Motors registrou recentemente, nos EUA, a designação Corvette E-Ray, nomenclatura que faz referência a um possível modelo elétrico ou híbrido plug-in. No entanto, a possibilidade mais viável é de que o carro seja híbrido, onde um motor elétrico no eixo dianteiro auxilia o funcionamento do motor a combustão. Essas informações vêm de encontro com o que Karl-Friedrich Stracke, antigo chefão da Opel, havia confidenciado aos jornalistas em 2010. Na época, o executivo afirmou que um Corvette híbrido seria a aposta da montadora para o futuro.