A MINI, que é uma marca pertencente ao grupo da montadora germânica BMW, anunciou, de forma oficial, no Salão da cidade alemã de Frankfurt, a mais nova geração do modelo Clubman. O modelo teve seu tamanho aumentado e, desta forma, já é considerado o maior carro de sua linha. Em meados do último mês de setembro, a empresa informou que o maior MINI seria importado para terras brasileiras no final do ano de 2015, o que já vem acontecendo desde o fim do mês de novembro.

MINI Cooper S Clubman. Foto: Divulgação/Fabio Aro.

MINI Cooper S Clubman. Foto: Divulgação/Fabio Aro.

O novo MINI Cooper S Clubman, que é considerado uma perua esportiva, chega com diversas novidades, entre elas, as dimensões, que são maiores que as de seu antecessor. O modelo é fabricado sobre a mesma plataforma do carro Série 2 Active Tourer, o primeiro carro da fabricante BMW que possui tração dianteira. A perua Clubman, obteve um ganho gigantesco de 27 cm em seu comprimento e em sua largura uma quantia de 9 cm. Com esse acréscimo, diversas outras medidas foram influenciadas, como o entreeixos que teve um aumento de 10 cm em sua distância, beneficiando, dessa forma, os passageiros da parte traseira do veículo. Conta também com uma maior facilidade para organizar a bagagem no compartimento de porta-malas, pois agora possui acesso através de duas portas verticais na parte de trás da perua. Na geração anterior eram portas traseiras de abertura invertida. Agora, portanto, o modelo conta com um total de 6 portas.

Dentre as diversas novidades e modificações em seu desenho, o carro está equipado com itens de série, como: faróis Full LED, ar-condicionado com duas zonas, rodas de liga leve de 18 polegadas, 6 airbags, três modos de direção, head-up display, abertura elétrica do porta-malas, controle de estabilidade e tração, abertura das portas sem chave, volante e bancos revestidos em couro, além dos mesmos possuirem ajuste elétrico e memória, teto solar panorâmico, navegador GPS, sistema multimídia com tela de 8,8 polegadas e HD interno com capacidade máxima de 20 GB. Sem contar que o veículo pode vir com sensores de estacionamento e câmera de ré no pacote opcional por um adicional de R$ 4 mil em seu valor total. O carro possui também vários recursos tecnológicos, como o MINI Connected e o MINI Connected XL Jouney Mate, sistemas esses que permitem uso de aplicativos de streaming de áudio, comunicação, navegação, entre outros.

O veículo será comercializado com câmbio automático de oito marchas e, da mesma forma que o Cooper, o Clubman terá, futuramente, uma versão equipada com motor de triplo cilindro, 1.5 biturbo com capacidade de gerar 136 cv de potência, indo de 0 a 100 km/h em aproximadamente 9 segundos. Já o MINI Copper S Clubman, a versão comercializada no Brasil, manterá o câmbio de oito marchas aliado a um propulsor de 2 mil cilindradas que atinge 192 cv e alcança 100 km/h em mais ou menos 7 segundos. O Clubman D, versão com motor a diesel, terá um motor, também de 2.0 litros, que produzirá 150 cv, chegando a 100 km/h em pouco mais de 8 segundos e meio.

O possante custará, no Brasil, R$ 179.950 e terá como principais concorrentes o Audi Q3, o Mercedes-Benz GLA, o Range Rover Evoque, entre outros.