Vocês estão lembrados do escândalo em que a montadora alemã Volkswagen se envolveu há pouco tempo atrás? A empresa germânica teria equipado 11 milhões de veículos com um dispositivo que seria utilizado para ludibriar agências reguladoras de emissão de gases poluentes e consequentemente a esse fato foram levantados alguns boatos de que isso pudesse dar fim aos planos da montadora Bugatti, pertencente ao grupo VW? Pois é, entretanto, a montadora italiana anunciou na ultima segunda-feira do mês de novembro, dia 30, o lançamento do Bugatti Chiron, sucessor do Veyron.

Logotipo do Bugatti Chiron. Foto: Divulgação.

Logotipo do Bugatti Chiron. Foto: Divulgação.

O novo modelo da marca, está em fase de testes em terras italianas e acabou sendo flagrado. Na aparição foi possível constatar que a companhia, de fato, investiu muito em seu design, herdando, dessa forma, uma boa parte do conceito do desenho que foi utilizado no Bugatti Vision Gran Turismo Concept, o qual foi lançado exclusivamente para o jogo de vídeo game da Playstation que possui o mesmo nome do veículo.

Bugatti Chiron é flagrado em estrada italiana. Foto: Reprodução/Erico Hessel.

Bugatti Chiron é flagrado em estrada italiana. Foto: Reprodução/Erico Hessel.

O novo lançamento da fabricante será exposto no Salão de Genebra no mês de março do próximo ano. Apesar de faltarem cerca de três meses para que esta data se concretize, a máquina já possui mais de uma centena de exemplares encomendados, isso devido ao fato de que o mesmo já está sendo oferecido para alguns clientes selecionados, no entanto, nenhum deles ainda teve a oportunidade de pilotá-lo.

De acordo com declarações de Wolfgang Dürheimer, presidente da empresa, à imprensa especializada, o novo Bugatti Chiron está passando por testes para que sejam feitos seus últimos ajustes antes da comercialização.

O veículo vem para ser o sucessor do Bugatti Veyron que, apresentado em 2005, teve aproximadamente 450 unidades vendidas ao redor do globo e agora será descontinuado dando espaço para o novo modelo. Este nome foi escolhido em homenagem a Louis Chiron, um piloto que correu pela Bugatti entre os anos de 1920 e 1930 e obteve ótimos resultados.

O predecessor do Bugatti Chiron foi considerado, pelo Guinness Book, o livro dos recordes, o carro mais veloz do planeta, pelo potencial de atingir a incrível marca de 415 km/h, além de alcançar uma aceleração de 0 a 100 km/h em apenas 2,6 segundos. Apesar de ainda não terem sido divulgadas informações sobre o hiperesportivo, a revista inglesa de veículos CAR Magazine divulgou que o Chiron poderá bater essa marca em simplesmente 2.3 segundos e ir de 0 a 300 km/h em 15 segundos, além de chegar a uma velocidade máxima impressionante de 465 km/h.

Até o momento não foram disponibilizadas imagens da máquina, apenas o logotipo com o nome do veículo. Além disso, também não foram reveladas as especificações técnicas, mas de acordo com especulações o veículo terá o mesmo motor que estava presente em seu antecessor, um 8.0 com 16 cilindros dispostos em W, quadriturbo.

Projeção artística do Bugatti Chiron publicada pela revista inglesa de veículos CAR Magazine. Foto: Reprodução/CAR Magazine.

Projeção artística do Bugatti Chiron publicada pela revista inglesa de veículos CAR Magazine. Foto: Reprodução/CAR Magazine.

Acredita-se também que este novo modelo deverá gerar até 1.500 cv de potência, portanto o motivo para que o mesmo atinja uma velocidade tão alta.

Por fim, vale lembrar que deverão ser fabricadas apenas 500 unidades dessa potente máquina.