A grande montadora de veículos fundada por Henry Ford no ano de 1903 estaria prestes a trazer de volta ao mercado dos EUA a picape Ranger e também o Bronco.

A Ford Motor Company vem realizando negociações com a União dos Trabalhadores Automobilísticos, conhecida pela sigla inglesa UAW (Union Automobile Workers), uma espécie de sindicato dos trabalhadores norte-americanos de automóveis. Foi assinado um contrato, valido por quatro anos, no qual a Ford se comprometeu a investir US$ 9 bilhões em suas fábricas nos EUA, garantindo, desta forma, aproximadamente 8.500 postos de trabalho.

Ford Ranger Wildtrak. Foto: Divulgação.

Ford Ranger Wildtrak. Foto: Divulgação.

A empresa tem planos para voltar a fabricar e lançar no mercado a picape Ranger, um modelo que já fez muito sucesso no país. O veículo passaria a ser fabricado em Wayne, no estado de Michigan, substituindo os carros, Ford Focus e C-Max, que atualmente são desenvolvidos neste local, os quais passariam a ser montado em terras mexicanas.

O motivo do retorno da Ranger em mercado norte-americano foi uma série de estudos realizados no país, o qual apresentou, através de pesquisas, que o segmento de picapes médias nos país vem crescendo fortemente. Isto está ligado a algumas políticas do governo com o objetivo de reduzir emissões e consumo dos carros produzidos e vendidos no país.

Ford Ranger Wildtrak. Foto: Divulgação.

Ford Ranger Wildtrak. Foto: Divulgação.

A Ford deixou de fabricar a antiga geração da Ranger no ano de 2011 e anunciou que a nova geração, então desenvolvida na Ásia, não chegaria ao país. Isso fez com que se abrisse espaço para as concorrentes como Chevrolet Colorado e a GMC Canyon, foi então que a empresa de Henry passou a repensar em suas estratégias de mercado.

Painel da Ford Ranger Wildtrak. Foto: Divulgação.

Painel da Ford Ranger Wildtrak. Foto: Divulgação.

Atualmente, o modelo mais universal da marca Ford, a Ranger é comercializada em praticamente 200 países, mas, por incrível que pareça, não é vendida nos EUA, considerado o maior nicho de picapes do mundo. A priori, a companhia acabou argumentando que não colocaria a camionete no país pelo grande medo de que ocorresse uma forte concorrência com as versões de entrada da F-150, modelo fabricado pela própria empresa de logotipo ovalado, porém, certas mudanças na conduta do mercado fez com que a organização reavaliasse seus objetivos. Para se ter uma ideia, a previsão de vendas de picapes médias em território norte-americano é de 360 mil unidades, somente neste ano, aproximadamente a metade das vendas pertence à bem-sucedida Tacoma.

Além do mais, a Ranger oferece a possiblidade do retorno de um outro modelo, o clássico SUV Bronco, o qual foi um off-road de grande sucesso nos EUA entre as décadas de 80 e 90. Esta máquina foi produzida até o ano de 1996 e acabou tendo uma releitura no ano de 2004, no Salão da cidade de Detroit. Este também teve sua fabricação feita em cima da plataforma da Ranger em sua segunda geração, entre os anos de 1983 e 1990. A ideia é revivê-lo baseando-se no Everest, modelo derivado da plataforma T6 da Ranger.