O design do Range Rover Evoque Convertible – de fato – deixa claro que se trata de um conversível, mas com algumas características típicas dos modelos da marca – as quais são bastante perceptíveis. O teto de tecido, por exemplo, lembra os carros tradicionais da Land Rover.

Land Rover Range Rover Evoque Convertible 2017. Foto: Divulgação.

Land Rover Range Rover Evoque Convertible 2017. Foto: Divulgação.

Graças a um sistema em “Z”, a capota é escondida completamente e não ocupa o espaço destinado ao porta-malas – que tem acesso através de um “nicho separado” e vem com capacidade para 251 litros aproximadamente. Outro detalhe importante, o teto do carro é recolhido em até 30 km/h e isso de forma automática – sendo 18 segundos para abrir e 21 segundos para fechar.

Motor 2.0 turbo e outros detalhes

O Land Rover Range Rover Evoque Convertible possui cerca de 1.936 kg, sendo mais pesado do que os demais carros da linha. Vale ressaltar que o novo modelo tem ainda aceleração de 0 a 100 km/h em 7,8 segundos.

O modelo foi inspirado na versão duas portas – já existente na marca. No entanto, ganhou mudanças significativas no chassi, que foi reforçado. Lembrando que no continente europeu, o carro contará com duas versões com opções de motores a diesel e gasolina.

O motor é o 2.0, disponível com 180 ou 240 cv. Em ambas versões o câmbio do carro é automático, com nove marchas – tração integral e também reduzida. Outro dado importante é a presença de um sistema específico – que consegue ajustar a tração ao tipo de piso, no caso, o Terrain Response.

Nos EUA, estará disponível a versão com 240 cv. O modelo deve ser divulgado e comercializado no mercado brasileiro em 2016, mais informações sobre a chegada do veículo ao país deverão ser divulgadas nos próximos meses. Quanto a valores, nos EUA, o carro deverá custar algo equivalente a R$ 190 mil.

Painel do Land Rover Range Rover Evoque Convertible 2017. Foto: Divulgação.

Painel do Land Rover Range Rover Evoque Convertible 2017. Foto: Divulgação.

Land Rover Experience

Quem tem um veículo da marca pode aproveitar o programa Land Rover Experience. As atividades funcionam da seguinte maneira; em um dos centros para a atividade espalhados pelo mundo, o motorista pode testar suas habilidades e aprender novas técnicas de direção em off-road. No programa, os participantes conseguem testar a capacidade de seus veículos.

Guias especializados dão dicas e instruções para condução e melhor aproveitamento da experiência, de acordo informações da montadora. Quando o motoristas consegue superar a primeira fase, ele pode se inscrever na etapa avançada e, dessa forma, participar de trajetos mais desafiantes.

Tour na fábrica

E quem deseja conhecer os principais detalhes, no que se refere à fabricação de modelos da marca, a Land Rover disponibiliza um tour para visitar a fábrica da empresa no Reino Unido. O tour dura três horas e mostra aos participantes etapas e processos de produção, acabamento e preparação para a comercialização de modelos como Range Rover, Range Rover Sport e Discovery.

Para participar do tour, é possível agendar a visita pelo site oficial da Land Rover. Na página, você escolhe o dia pretendido para a visita, lembrando que o serviço é pago e custa entre 35 a 45 euros, por pessoa – dependendo do roteiro escolhido.

Os participantes do tour precisam ter no mínimo 10 anos de idade. Consulte aqui mais informações – lembrando que o conteúdo está disponível em inglês. Se preferirem, podem ligar para +44 (0) 121 700 4619, ou enviar um e-mail para: solihull@landroverexperience.com.

Histórico e origem da empresa

A Land Rover foi criada em 1948, no Reino Unido. Hoje, a empresa faz parte da Tata Motors – maior empresa de automóveis da Índia. No passado, a Land Rover foi controlada por outras grandes empresas do ramo automobilístico, como BMW, Ford, dentre outras marcas. Os carros da Land Rover são produzidos no Reino Unido e comercializados em todo o planeta.

Emblema da Land Rover. Foto: Divulgação.

Emblema da Land Rover. Foto: Divulgação.

Dizem que os primeiros carros da marca foram inspirados nos veículos norte-americanos tipo Jeep – especialmente – referentes a modelos usados pelo Exército dos EUA, na Segunda Guerra Mundial (1939-1945). O primeiro veículo foi projetado por Maurice Wilks, designer-chefe da empresa à época.

A marca apenas chegou ao mercado norte-americano em 1987. Em 1994, a BMW comprou a empresa britânica e em 2000, a Land Rover passaria a pertencer ao grupo Ford até o ano de 2008 – quando a Tata Motors adquiriu a empresa europeia, juntamente com a marca de luxo Jaguar – ambas antes pertencentes à Ford.