O novo modelo Citroën C4 Aircross já está pronto na França, mas sua chegada ao mercado brasileiro deverá ocorrer apenas em 2017. A produção do modelo que virá para o país se dará na Argentina. A CEO da Citroën, Linda Jackson, afirmou à mídia especializada nacional que falta um utilitário-esportivo da marca no Brasil.

Citroën Aircross Concept 2015. Foto: Divulgação.

Citroën Aircross Concept 2015. Foto: Divulgação.

A empresa teria escolhido fabricar o modelo na América Latina, pois, se optasse pela importação do Citroën C4 Aircross, por causa da alta do dólar no Brasil, a venda do modelo poderia sair em desvantagem. Neste caso, especialmente, tendo um concorrente de peso: o Honda HR-V.

Citroën Aircross Concept 2015. Foto: Divulgação.

Citroën Aircross Concept 2015. Foto: Divulgação.

Portanto, a tendência da empresa, ao que parece, é focar em preços atraentes para o mercado nacional. Lembrando que a versão final do novo modelo da linha será divulgada em março de 2016, no tradicional Salão do Automóvel de Genebra – um dos mais importantes do mundo no setor.

Citroën Aircross Concept 2015. Foto: Divulgação.

Citroën Aircross Concept 2015. Foto: Divulgação.

Dados sobre motor, interior e design

O modelo foi criado com foco no mercado globalizado, inclusive, direcionado aos mercados do Brasil, China e Índia. Quanto ao motor, os do Citroën C4 Aircross devem ser 1.5 e 1,6, além de contar com câmbio automático (com 4 velocidades) e manual (com 5 marchas).

O interior do modelo – curiosamente – foi desenvolvido por um brasileiro. O design moderno também é um dos temas que mais chamam a atenção. Além disso, a expectativa é que as opções de entretenimento também tragam novidades.

Vale ressaltar que a parte dianteira do Citroën C4 Aircross, por exemplo, sofreu mudanças bastante significativas, com aspecto estético tido como mais “agressivo” do que os dos modelos anteriores da linha. Dentre as mudanças estão a remodelações na grade frontal, no para-choque e nas molduras das luzes de neblina.

O carro também ganhou novo conjunto óptico e renovados feixes de LEDs (iluminação diurna). As rodas de liga leve estão em tom grafite, os quais combinam com os retrovisores do carro e outros detalhes externos.

Piloto da Citroën garante segundo título mundial

O piloto argentino José María López, 32, conquistou o seu segundo título mundial na competição FIA WTCC, com a equipa Citroën Total, no início do mês de novembro. Ele se tornou o campeão da modalidade por antecipação, por causa da boa campanha no torneio.

O piloto afirmou que a conquista foi o grande momento da sua carreira profissional, segundo informações do site da Citroën. Ele ainda destacou que a emoção foi maior do que a primeira conquista, em 2014, pois o nível da competição neste ano foi superior. Ele afirma que essa vitória teve “um sabor especial”.

Desde a época de Juan Manuel Fangio, a Argentina não possuía um piloto com destaque e projeção internacional. Os especialistas em automobilismo afirmam que as chances de López se tornar um astro do automobilismo são boas.