21 de outubro de 2015 no painel do DeLorean. Foto: Reprodução/KERA News.

21 de outubro de 2015 no painel do DeLorean. Foto: Reprodução/KERA News.

Com a chegada do dia 21/10/2015, o DeLorean DMC-12 foi o tema principal nas redes sociais e em todo mundo. Bom, esse frenesi, não se resumiu apenas aos fãs da produção “De Volta para o Futuro”, mas o mercado automobilístico se rendeu ao carro utilizado por Martin McFly para viajar no tempo. Nas redes sociais, milhões de fãs do filme compartilharam conteúdo que faz referência a trilogia, mas também, boa parte das pessoas deu destaque ao automóvel, que se tornou “cobiçado”, desde a estreia do primeiro filme, nos anos 80. Os três filmes da franquia tiveram direção de Robert Zemeckis.

A data tornou-se emblemática, pois de acordo com o filme de Hollywood, é justamente em 2015 que o personagem interpretado por Michael J. Fox chega ao futuro, na cidade de Hill Valley, na Califórnia (EUA). Então, no último dia 21 de outubro, era de se esperar uma “overdose” de eventos com foco na homenagem ao modelo e à produção, já que o filme ainda é bastante popular. A Ford, por exemplo, lançou um vídeo de promoção do Fiesta e Focus, com referências ao longa e ao carro.

A empresa norte-americana lançou, inclusive, um capacitador de fluxo, que é vendido por um preço muito alto: US$ 1.219,390, para as linhas Fiesta e Focus, de 2016. O caríssimo item faz referência ao aparelho que permitia ao personagem Marty McFly realizar as viagens para o futuro. Mas, a empresa destaca que o acessório é apenas “recreativo”.

A Mercedes-Benz também se rendeu às celebrações e lançou vídeos promocionais, em que fazem referência ao carro e ao filme norte-americano. Ao final dos vídeos, a empresa colocou a seguinte mensagem: “obrigado por inspirar os nossos engenheiros, Doc (Dr. Emmett Brown – personagem de Christopher Lloyd)”.

Como e onde comprar um modelo?

De certa forma, comprar um DeLorean no Brasil não é uma tarefa fácil, tempos atrás havia um anúncio no Mercado Livre sobre a venda de um modelo da marca, por mais de R$ 130 mil. Nos EUA, adquirir um DeLorean é bem menos complexo, pois existe até uma página da DeLorean Motor Company – que não está diretamente ligada à marca – mas vende modelos originais. Inclusive, um dos carros que estão à venda – no caso – o VIN 16870, do ano de 1983, custa em torno de US$ 54.500.

Com transmissão manual e ar-condicionado, é possível adquirir o DeLorean em Estados como Texas, Flórida e Califórnia. Essa empresa foi criada nos anos 90, pelo mecânico Stephen Wynne, e desde então, Wynne comprou parte do estoque que restava da DeLorean nos EUA.

Dono de DeLorean

O empresário paulistano Edgard Gianullo é um dos poucos motoristas no país a ter em sua garagem um modelo De Lorean, de acordo com reportagem publicada pela revista Época. Ele conta à publicação que durante a maior parte do tempo, o veículo fica guardado em sua garagem – sendo utilizado apenas em trajetos curtos, nos arredores de sua casa. Nos últimos anos, ele comprou diversas peças que tornaram o modelo bem semelhante ao veículo utilizado no filme hollywoodiano.

Arte do filme Back to the Future de 1985. Foto: Reprodução/George Spigot's Blog.

Arte do filme Back to the Future de 1985. Foto: Reprodução/George Spigot’s Blog.

Bom, claro que nem é preciso mencionar que o carro chama a atenção por onde passa, como comprova o empresário à revista Época. Contudo, Gianullo aponta algumas questões que comprometem o funcionamento do veículo, como por exemplo, dificuldades nas partidas quando ele está estacionado em garagem aclive. Bom, além disso  – comumente – o carro derrama água nas pessoas, em dias de chuva, isso por causa da maneira em que as portas são abertas, com o movimento de baixo para o alto.

Quando as pessoas erguem a porta para sair do carro, quem estiver perto do veículo será atingido por quantidades significativas de água acumulada na parte externa. De qualquer forma, mesmo assim, Gianullo, que coleciona outros itens do filme, não esconde seu enorme apreço pelo veículo e confessa ter passado por uma situação de “medo” e “terror” – quando pensou que o carro havia sido roubado.

Atores do filme reaparecem a bordo do DeLorean na TV

O dia 21 de outubro de 2015 foi – de fato – extremamente especial para os fãs da Trilogia “De Volta para o Futuro”. Além do amplo destaque dado pela mídia ao tema, para a euforia da plateia num programa de TV nos EUA, os atores Michael J. Fox e Christopher Lloyd apareceram a bordo do DeLorean, no talk show de Jimmy Kimmel, no canal ABC. Os atores interpretaram os personagens do clássico dos anos 80, como se estivessem acabado de chegar do passado.

Em um dos momentos mais divertidos, o apresentador se posiciona ao lado dos atores e tira uma selfie. Ele diz que se trata da forma como “registramos os momentos mais importantes” nos dias de hoje. Kimmel ainda menciona que o smartphone foi a melhor coisa que inventaram, Doc (Christopher Lloyd) se surpreende com o “mini-computador” e disse que havia muitas possibilidades para fazer cálculos, etc. Contudo, tanto o “cientista maluco”, quanto Martin McFly (Michael J. Fox), se decepcionam pelo fato de não haver “carros voadores” no futuro. McFly chega a admitir que 2015 não tem muita graça.

História do DeLorean

De acordo com reportagem do UOL, na época em que o primeiro filme da trilogia foi lançado, o DeLorean era um veículo com pouca aceitação e havia queixas a respeito do modelo, por parte de seus proprietários, como destaca Alexandre Mattei, colecionador de carros. Ele ainda cita que o DeLorean era um carro fora de linha e sem apelo comercial, mas por causa do sucesso do filme, o carro “entrou nessa onda cult”.

DeLorean DMC-12. Foto: Reprodução/KERA News.

DeLorean DMC-12. Foto: Reprodução/KERA News.

O modelo foi produzido entre 1981 e 1982, pela empresa DeLorean Motor Company (DMC) – sendo fundada por John Zachary DeLorean, em 1975. A fábrica da empresa se localizava em Dunmurry, Irlanda do Norte, contudo, a sede ficava em Detroit, nos EUA. Curiosamente, foram produzidos menos de 10 mil carros e a estimativa é de que ainda estejam cerca de 6.000 modelos circulando por aí.