Com o objetivo de transformar a mobilidade de milhões de pessoas, baseado em dados de que 94% dos acidentes de trânsito são causados por erros humanos, segundo a NHTSA (National Highway Traffic Safety Administration), a Google dá sequência ao projeto do primeiro carro totalmente autônomo, ou seja, que dispensa a necessidade de motorista, do mundo, iniciado em 2014. Além da redução de acidentes, o tempo desperdiçado com o trânsito e a inclusão de pessoas inábeis ou impossibilitadas de dirigir também motivam o desenvolvimento do projeto.

Batizado de Google Self-Driving Car Project, o projeto está, hoje, pronto para dar um novo passo. Através de seu blog oficial, a Google anunciou que alguns de seus protótipos receberam sinal verde para deixar a pista de testes e irão rodar pelas ruas de Mountain View, Califórnia, nos EUA. A experiência possibilitará entender como a novidade será recebida e qual sua interação com a comunidade.

Vale lembrar que os protótipos utilizarão o mesmo software de direção autônoma testado pela Google nos SUVs Lexus RX450h que, recentemente, alcançaram a marca de um milhão de milhas (1.609.344 km) rodadas de maneira autônoma.

Google Self-Driving Car Project. Foto: Divulgação.

Google Self-Driving Car Project. Foto: Divulgação.

A velocidade de cada protótipo é limitada a 25 mph (aproximadamente 40 km/h) e, nesta etapa, motoristas de segurança ainda estarão a bordo dos veículos caso haja a necessidade de controle da direção e dos pedais.

Neste vídeo de divulgação, você confere imagens dos protótipos, além de comentários dos principais responsáveis pelo projeto.