O Honda Fit Station Wagon foi finalmente apresentado no Japão, o lançamento aconteceu em evento organizado pela própria montadora e parece ter agradado aos consumidores. Ressaltando que a perua é conhecida como Honda Jazz Shuttle em terras nipônicas, já no Brasil, o modelo, do qual é derivada, é vendido com o nome de Fit.

Honda Jazz Shuttle. Foto: Divulgação.

Honda Jazz Shuttle. Foto: Divulgação.

Honda Jazz Shuttle. Foto: Divulgação.

Honda Jazz Shuttle. Foto: Divulgação.

A primeira geração do Honda Jazz Shuttle foi lançada em 2011, no Japão, tendo seu desenvolvimento e produção baseado na segunda geração do Fit hatch. Desde o seu lançamento, o modelo vem atingindo um bom volume de vendas no país, no entanto a montadora já vinha recebendo pedidos para que a perua ganhasse uma nova geração.

A nova geração do Honda Jazz Shuttle conta com diversas semelhanças em relação ao Honda Fit tradicional, principalmente o forte vinco lateral que começa atrás das rodas dianteiras e segue por toda a lateral até terminar nas lanternas traseiras. Analisando a perua, é possível perceber que a grade frontal conta com algumas diferenças em relação ao Fit.

Honda Jazz Shuttle. Foto: Divulgação.

Honda Jazz Shuttle. Foto: Divulgação.

No quesito mecânico, o Honda Jazz Shuttle conta com motores movidos a gasolina e versões híbridas. No caso do bloco hibrido, trata-se de um propulsor de quatro cilindros ciclo Atkinson 1.5 litros associado a um motor elétrico e também à uma transmissão de dupla embreagem.

O motor movido a gasolina é um quatro cilindros 1.5 litros com tração dianteira. Há também a opção pela tração AWD em ambas as versões.

Em relação aos equipamentos de série, o Honda Fit Station Wagon, na versão híbrida, ou seja, top de linha, contará com decoração com imitação de madeira na cabine, faróis de neblina, barra de teto, assentos dianteiros aquecidos, sistema de chave inteligente da Honda, volante revestido de couro, controle de cruzeiro, navegação e rodas de liga leve aro 16.