• Modelo cabine dupla terá produção limitada a 1.000 unidades e traz excelente relação custo-benefício.
  • Elementos escurecidos dão visual esportivo ao veículo.
  • Santantônio e estribos laterais são itens de série.
  • Novidade se distingue por uma cabine ainda mais sofisticada.
  • Utilitário será oferecido exclusivamente com motor 2,0L turbodiesel de 180 cv e torque de 42,8 kgfm a 1.750 rpm.
  • Transmissão automática de oito marchas e sistema de tração permanente 4MOTION são exclusividades na categoria.
  • Controle eletrônico de estabilidade (ESC) e sistema ISOFIX são itens de série.
Volkswagen Amarok Dark Label. Foto: Divulgação.

Volkswagen Amarok Dark Label. Foto: Divulgação.

A Volkswagen Amarok não impressiona apenas por sua capacidade na estrada e fora dela, mas também por sua aparência. Agora, uma das picapes médias mais avançadas tecnologicamente disponíveis no mercado brasileiro passa a ser oferecida também na série especial Dark Label, com uma imagem ainda mais esportiva e elegante e elementos visuais inéditos.

Volkswagen Amarok Dark Label. Foto: Divulgação.

Volkswagen Amarok Dark Label. Foto: Divulgação.

A novidade, que terá produção limitada a 1.000 unidades, apresenta design especial dominado por elementos em preto fosco: santantônio, estribos laterais, maçanetas, capa dos retrovisores e para-choque traseiro. Completam o visual externo vidros laterais traseiros e vigia escurecidos, novo defletor dianteiro, lanternas traseiras escurecidas, iluminação da placa de licença por LEDs, além dos sensores de estacionamento dianteiro e traseiro, exclusividade no segmento. Na lateral destaca-se uma faixa decorativa com o logotipo Dark Label nas portas traseiras.

Faixa decorativa com o logotipo Dark Label nas portas traseiras. Foto: Divulgação.

Faixa decorativa com o logotipo Dark Label nas portas traseiras. Foto: Divulgação.

Visualmente, a Amarok Dark Label se distingue das outras versões por seus acessórios exclusivos. Entre eles, são especialmente atraentes as rodas de liga leve “Roca”, com 17 polegadas com pneus 245/45 R17.

No interior, a Amarok Dark Label traz acabamento mais sofisticado, com forração parcial dos bancos em couro Alcantara e tapetes de veludo no assoalho com logotipos. Manopla das alavancas de câmbio e de freio de estacionamento são revestidos de couro e a moldura do rádio e as saídas centrais de ventilação têm acabamento especial.

Interior da Volkswagen Amarok Dark Label. Foto: Divulgação.

Interior da Volkswagen Amarok Dark Label. Foto: Divulgação.

O novo volante multifuncional merece destaque. A Amarok Dark Label recebe a nova geração de volantes da marca Volkswagen, contando com acabamento diferenciado, detalhes em preto brilhante e revestimento de couro. Com a nova linguagem mundial de estilo, o volante oferece comandos intuitivos dos sistemas de som e de telefonia, assim como do computador de bordo.

Completa de série

A Amarok Dark Label chega para ficar posicionada entre as versões Trendline e Highline. Com isso, o modelo traz uma ampla lista de equipamentos de série. Entre eles, duas tomadas de 12V (uma no painel de instrumentos e uma no console), volante com regulagem de altura e distância, faróis de neblina com luz estática para conversão, faróis com luz de condução diurna e regulagem elétrica de altura, quatro alto-falantes e dois tweeters, ar-condicionado, retrovisores externos com regulagem elétrica e com aquecimento e controlador automático de velocidade de cruzeiro (piloto automático).

Complementam a lista vidros com acionamento elétrico, rádio RCD320 com CD-Player, entradas SD-card e USB e Bluetooth, tampa traseira com chave e sistema de alívio de peso, terceiro apoio de cabeça no banco traseiro com cinto central de três pontos de fixação, travamento central das portas, alarme keyless, descansa braço central (porta-objetos com tampa), desembaçador do vidro traseiro, computador de bordo, bancos dianteiros com ajustes de altura e lombar e airbags laterais (motorista e passageiro) e gaveta sob o banco do motorista.

Volkswagen Amarok Dark Label. Foto: Divulgação.

Volkswagen Amarok Dark Label. Foto: Divulgação.

Entre os opcionais, destaque para o sistema infotainment RNS315 com navegação integrada ao painel, sensores de chuva e de luminosidade (crepuscular), retrovisor interno eletrocrômico e engate para reboque, além das rodas de 18 polegadas pintadas de preto.

Tecnologia e segurança

Disponível exclusivamente com a carroceria de cabine dupla e transmissão automática de oito marchas, a Amarok Dark Label é equipada com o que há de mais moderno no segmento de picapes médias. A Amarok apresenta de série e como item exclusivo na categoria o ABS “off road”, que otimiza a ação do ABS em solo solto (por exemplo, pedriscos e areia) e em velocidades de até 130 km/h, proporcionando uma maior eficiência de frenagem.

Sistemas ISOFIX para fixação de cadeiras para criança no banco traseiro, de auxílio ao motorista como o BAS (Sistema de Assistência à Frenagem), TCS/ASR (Controle de Tração) e EDL/EDS (Bloqueio Eletrônico do Diferencial) são equipamentos de série da picape Volkswagen. Juntamente com o Controle Eletrônico de Estabilidade (ESC), a Amarok dispõe para o motorista os sistemas HDC (Hill Descent Control ou Controle Automático de Descida) e HSA (Hill Start Assist ou Assistente para Partida em Subida).

Controle de estabilidade (ESC) – A Amarok Dark Label incorpora de série o sistema de controle eletrônico de estabilidade (ESC). O sistema reconhece um estágio inicial de que uma situação de rodagem crítica está para acontecer. Compara os comandos do motorista com as reações do veículo a esse comando. Se necessário, o sistema reduz o torque do motor e freia uma ou várias rodas até atingir a condição de estabilidade.

ABS off-road – Outra inovação do utilitário são os freios ABS com função off-road com distribuidor eletrônico da força de frenagem (EBD). Esse recurso reforça os freios em estradas não pavimentadas, uma exclusividade que estreia no segmento das picapes compactas de cabine dupla. Ativado pelo botão off-road no painel, o software de controle do ABS e do ESC provoca um curto travamento da roda, criando uma “pequena cunha”, com o material do piso, à frente do pneu, o que ajuda a reduzir o espaço de frenagem nessas condições de piso “solto”.

BAS – Função adicional do sistema ESC, o BAS (Brake Assist System ou Sistema de assistência à frenagem) é outro importante recurso de segurança. O módulo do ABS e do ESC reconhece, por meio da velocidade e força de acionamento do pedal de freio, que se trata de uma condição de frenagem de emergência. Nesse momento, o sistema aumenta a pressão no circuito hidráulico e a força de atuação das pinças de freio, buscando a condição ideal de funcionamento do ABS para reduzir o espaço de frenagem.

ASR (Antriebsschlupfregelung) – Controle de tração – O sistema auxilia o motorista a arrancar ou acelerar o veículo sobre um piso de baixa aderência, graças a uma série de sensores e uma central eletrônica. O sistema atua gerenciando o torque motriz e a frenagem individual da roda que destraciona, auxiliando na aderência dos pneus em qualquer condição de utilização.

EDS (Elektronische Differenzialsperre) – Bloqueio eletrônico do diferencial – Em trilhas ou em situação de baixa tração em uma das rodas motrizes, o bloqueio eletrônico do diferencial aciona o freio da roda com menor tração, transferindo o torque para a roda com maior tração, proporcionando assim melhor eficiência à saída do veículo. Esse sistema de “tração inteligente” funciona de forma automática, sem necessidade de o motorista acionar um botão no painel. Além disso, o sistema atua em curvas e em velocidade de até 80 km/h.

O HDC mantém uma baixa e constante velocidade de descida da picape, sem intervenção do motorista, adequando a rotação do motor e acionando os freios automaticamente de acordo com as solicitações do percurso. Funciona em velocidades até 30km/h.

O HSA mantém o freio acionado após o motorista tirar o pé do pedal de freio por até 3 segundos, tempo suficiente para acelerar e partir em rampas com inclinação maior que 3º, sem que haja um recuo do veículo.

A Amarok Dark Label tem quatro opções de cores: a sólida Branco Cristal, as metálicas Prata Sargas e Cinza Iron e a perolizada Preto Mystic.

Motor TDI de última geração

A Amarok Dark Label vem equipada com um motor de alta tecnologia: o TDI de 2 litros, 4 cilindros e 16 válvulas, com 180 cv, dotado de sistema de injeção direta common-rail e alimentado por dois turbocompressores, com torque máximo de 42,8 kgfm a 1.750 rpm.
Essa motorização traz o conceito de “downsizing” com motores de baixa cilindrada com alta potência e torque. Com autonomia próxima de 1.000 quilômetros, graças ao consumo médio reduzido, o abastecimento é realizado com muito menos frequência que o normal.

Volkswagen Amarok Dark Label. Foto: Divulgação.

Volkswagen Amarok Dark Label. Foto: Divulgação.

A Amarok Dark Label é capaz de enfrentar as situações mais difíceis, sendo capaz de transpor trechos com muita exigência off road, até mesmo subidas íngremes, com ângulo de 45º (100% de inclinação), com o veículo totalmente carregado. Ao mesmo tempo, a suspensão traseira progressiva de alta resistência é composta por feixe de molas com três lâminas principais e duas secundárias, garantindo elevado conforto para os ocupantes em todas as condições, vazia ou carregada.

Funcionalidade com o conforto de automóvel

A picape média Volkswagen é referência em suas medidas tanto nas dimensões do habitáculo quanto nas medidas da caçamba. Internamente, o espaço para os joelhos no banco traseiro permite à Amarok transportar cinco ocupantes com muito conforto. Com apenas duas pessoas a bordo, é possível rebater o banco traseiro para aumentar a área de carga no interior.

Na caçamba da Amarok as medidas apresentam 1.555 mm de comprimento e 1.620 mm de largura, resultando em uma ampla superfície de carga com 2,52 m2. Mas isso não é tudo: a largura de 1.222 mm entre as caixas das rodas é uma das maiores oferecidas na categoria e permite transportar paletes padrão europeu (1,2 x 0,8 m) na transversal, aproveitando melhor o espaço de carga.

Volkswagen Amarok Dark Label. Foto: Divulgação.

Volkswagen Amarok Dark Label. Foto: Divulgação.

Graças a essas medidas, à baixa altura entre o assoalho da caçamba e o solo (780 mm) e à capacidade para levar mais de 1 tonelada, é fácil transportar equipamentos de lazer, como um quadriciclo motorizado, ou material de trabalho. A Amarok Dark Label pode tracionar reboques com até 2.780 kg de peso em rampas com inclinação de até 12%.
Ampla gama de versões

A chegada da série especial Dark Label vem para complementar o portfólio da Amarok, que passa a ser oferecida no mercado brasileiro em sete opções de configuração, entre carroceria cabine simples e cabine dupla, tração 4×4 selecionável ou permanente, transmissão manual de seis marchas ou automática de oito marchas.

Volkswagen Amarok Dark Label. Foto: Divulgação.

Volkswagen Amarok Dark Label. Foto: Divulgação.

Na versão S da picape – oferecida em configurações de cabine simples (com tração 4×4) e de cabine dupla (tração 4×4) – o motor 2.0 TDI conta com um turbocompressor e tem potência de 140 cv, que surgem a 3.500 rpm. O torque é de 34,7 kgfm, disponível a partir de 1.600 rpm.

Nas versões SE, Trendline, Dark Label e Highline, o motor 2.0 TDI tem dois turbos, o que eleva sua potência para 180 cv. O torque máximo é de 40,8 kgfm a 1.500 rpm, com o câmbio manual de 6 marchas. Com o câmbio automático de 8 marchas (recurso opcional para a versão Trendline e de série nas configurações Dark Label e Highline), o torque máximo é de 42,8 kgfm a 1.750 rpm.