pneus

Muitas pessoas acreditam que carro bom é carro potente. E, para isso, fazem todo tipo de loucura para conseguir mais velocidade na estrada. Porém, acabam deixando de fora a sua própria segurança e podem representar um risco para si mesmos e para os outros motoristas.

Falando em carros potentes, aqui no site nós já antecipamos diversos lançamentos de carros que estão chegando com tudo no mercado e mexendo com a cabeça dos fãs de automóveis.

Mas, assim como em outros aspectos da vida, no trânsito é fundamental pensarmos não só na nossa segurança, mas também no bem-estar daqueles que nos cercam. Técnicas como direção defensiva e bastante prudência fazem a diferença nesse momento.

No entanto, segurança é um dos últimos itens levados em conta por boa parte dos condutores. Preocupados em obter o melhor desempenho e alcançar altas velocidades, os motoristas focam apenas na parte de turbinar o carro e se esquecem de tomar os principais cuidados ligados às boas práticas de direção. Por conta dessas atitudes, acidentes acontecem e vidas são perdidas constantemente em nossas vias e estradas.

Apesar de mais trabalhoso e um pouco mais caro, existem diversas maneiras de melhorar o desempenho do seu carro de acordo com as leis e, o mais importante, garantindo a sua segurança.

Você pode escolher um carro com mais cilindradas, mudar a pressão do seu motor e alterar todo o seu sistema, acrescentar acessórios, modificar a suspensão, rebaixar o carro, trocar o óleo. Por aí vai.

Lembrando, todas as modificações podem ser feitas respeitando as leis vigentes.

Mas, uma informação que ainda não caiu na cultura popular é que, comprar pneu próprio para o seu estilo de dirigir também influencia na potência da sua máquina.

Explicamos. Pneus em bom estado são importantes para a segurança e desempenho do carro devido a quantidade de atrito que oferecem. Pensando nisso, as fabricantes desenvolveram um sistema que varia de acordo com a velocidade dirigida.

Ou seja, para cada velocidade máxima atingida, há um tipo diferente de pneu.

Para tanto, existe um código na faixa lateral do pneu. Ele finaliza com uma letra que identifica a velocidade. Por exemplo, se o código finalizar em Q, ele suporta 160Km/h no máximo. Se finalizar com W, aceita até 270Km/h.

Além desse código, existe outro macete que influencia no desempenho do seu carro. Uma faixa lateral externa mais alta e macia absorve melhor os solavancos e suporta mais carga. Quanto mais baixa e dura, oferece mais aderência às curvas e uma resposta mais rápida ao movimento do volante.

Porém, essa diferença nos pneus não influencia apenas na velocidade máxima que o motorista atinge. Também está associada ao conforto e maciez que o veículo oferece aos passageiros. Pneus para altas velocidades deixam a viagem menos confortável, fazendo-os sentirem todas as imperfeições da estrada, enquanto os pneus para baixa velocidade oferecem mais conforto para os passageiros.

Ao escolher os componentes certos, é possível não só trafegar com um excelente desempenho, mas também garantir estabilidade e segurança para você e os demais envolvidos no trânsito de nossas cidades e rodovias. Com as atitudes corretas, todos agradecem.