Apresentado durante o Salão do Automóvel de Los Angeles, em novembro de 2013, o novo BMW Série 4 Cabriolet (que pode se transformar em um cupê, graças ao teto sólido retrátil) tem previsão de chegar ao mercado norte-americano em 2014, assim como no Brasil, onde o carro também será comercializado a partir do primeiro semestre do mesmo ano.

O preço sugerido pelo Série 4 Cabriolet é de cerca de 50 mil dólares, no entanto devido as taxas de importação e demais acréscimos embutidos, é bastante provável que esse valor suba de forma absurda no mercado brasileiro.

Entre os principais destaques do carro, podemos citar o teto rígido retrátil, que além de ser formado por três peças, ainda foi redesenhado e reconstruído, diminuindo assim os ruídos na cabine interna. A mudança gerou resultado, uma vez que o cockpit está emitindo 2 decibéis a menos de ruídos do que a versão anterior. Ainda sobre a capota, é importante frisar que a mesma leva 20 segundos para ser recolhida (o teto só pode ser acionado quando o carro estiver, no máximo, a 18 km/h).

A parte interna conta com um sistema de climatização especial para conversíveis, aonde o ar-condicionado vai alterando a temperatura de acordo com o clima fora do carro, ou seja, se for um dia de muito calor, a cabine será resfriada, a fim de garantir conforto e comodidade aos ocupantes do BMW Série 4 Cabriolet.

O porta-malas não é dos maiores, mas atende muito bem as possíveis necessidades que irão ocorrer, são 370 litros de volume. Os bancos foram totalmente redesenhados e agora contam com cintos de segurança integrados.

Nos EUA, o BMW Série 4 Cabriolet será comercializado em duas versões de motor, o 2.0 Turbocharged capaz de gerar 246 cv e o 3.0 Turbo que fornece 304 cv de potência. Ambos são acoplados a transmissão automática de oito marchas.

A versão que virá para o Brasil, deve ser bastante próxima ao modelo vendido nos EUA, no entanto essa não é uma informação oficial, uma vez que a montadora alemã ainda não divulgou muitos detalhes sobre a configuração que será comercializada no mercado brasileiro.