Assim que você se depara com o i3, não acredita que aquele compacto é provavelmente um dos maiores avanços do mercado automotivo mundial. Criado pela divisão “i”, criada pela BMW para administrar os seus carros 100% elétricos, o hatch é o primeiro modelo movido a eletricidade que teve o seu projeto iniciado do zero.

Isso, pois, até o BMW i3, as montadoras aproveitavam os projetos dos seus modelos e inseriam motores elétricos nos mesmos, formando assim os carros híbridos. Alguém um dia teria de ousar e meter a mão na massa para iniciar o projeto, quis o destino que a montadora alemã fosse a pioneira.

Se o i3 e o i8 (será lançado na Europa em 2014) farão sucesso, só o tempo irá dizer, mas a atitude da BMW já é digna de elogios, uma vez que os carros elétricos podem ser a salvação para o nosso planeta.

Mesmo sendo compacto, o BMW i3 é bastante estável. Tal estabilidade é explicada pela distribuição de peso 50-50 entre os eixos, característica essa que é tradicional nos modelos da montadora alemã.

Por contar com a sua parte externa feita de termoplástico e fibra de carbono, o i3 pesa apenas 1.195 kg, além disso, o motor fica localizado abaixo do assoalho do porta-malas (que por sinal é bastante pequeno). Em seu lugar, na dianteira, estão os demais componentes mecânicos (todos ocultos por capas de plástico), Ainda na dianteira, sob o capô, encontramos um generoso guarda-volumes (onde o cabo de energia é alocado para a recarga).

O interior, embora seja simples, é bastante espaçoso (dentro dos limites de um compacto). Tanto que, o BMW i3 consegue transportar facilmente 4 passageiros. Quem já está acostumado aos carros mais luxuosos da marca, com certeza sentirá uma boa diferença, uma vez que o modelo conta com revestimentos feitos de garrafas pet recicladas, fibras naturais e vários itens de plástico.

No entanto, mesmo sendo simples, o interior é descolado e bastante agradável. A central iDrive no console também está presente, sendo a responsável por comandar praticamente todas as funções do i3 (aplicativos do sistema elétrico, telefone, GPS, som e clima).

A pequena alavanca de câmbio está localizada na coluna de direção, tendo apenas as posições D (drive), R (ré) e P (estacionamento). O volante, por sua vez, conta com ajuste de profundidade e altura, enquanto os bancos só dispõem de alavancas mecânicas.

O design é semelhante ao de um carro conceito, no entanto a presença das portas traseiras suicidas (assim como na nova Fiat Strada) que são abertas no sentido contrário e das rodas de liga leve aro 20 155/60, mostram que o visual do carro foi muito bem planejado e definido.

Ainda sobre o visual do BMW i3, uma curiosidade é que as janelas traseiras não abrem e nem basculam. Mais um motivo para que o climatizador seja usado com frequência, ainda mais diante do calor que tem feito no Brasil.

Sobre a parte mecânica do BMW i3, o compacto é equipado com um motor elétrico capaz de gerar 170 cv de potência. Ele até anda bem, mas cuidado para não se empolgar e acabar gastando a carga rapidamente. Assim como no caso do seu tablet ou smartphone, é importante que você saiba dosar o uso do recurso elétrico. Segundo informações, a autonomia do carrinho vai de 130 a 160 km, no entanto no modo Eco Pro, esse número pode subir para 180 km.

Para estar ciente sobre como está a carga do seu i3, a central multimídia do compacto exibe a sua autonomia, alertando ao motorista quando a mesma estiver baixa. Além disso, o programa ainda indica postos de recarga mais próximos por meio do GPS.

A recarga dos carros elétricos é a maior preocupação das montadoras e consumidoras, por isso, a BMW tem pensado em diversas formas que venham a facilitar a vida dos proprietários desses modelos. Atualmente existem algumas opções, tais como a colocação de um motor bicilíndrico a gasolina ao lado do elétrico (na parte traseira), efetuar a compra de um painel solar para a garagem, a fim de acumular e armazenar energia para recarregar a bateria de forma gratuita, alugar ou compra uma tomada especial (chamada de Wallbox) para a sua casa ou então utilizar tomadas comuns (220v) e recarregar o modelo por cerca de 8 horas).

O BMW i3 chega ao mercado brasileiro no segundo semestre de 2014, estipula-se que, na ocasião, o preço esteja abaixo de R$ 150 mil (se o programa Inovar-Auto passar a incentivar as vendas de elétricos, esse valor pode ser reduzido).

Em 2015, será a vez do sedan esportivo i8 chegar o Brasil, no entanto ainda não foram definidos os preços da novidade. O que se sabe até o momento é que as primeiras autorizadas a comercializar os carros elétricos da BMW serão as do Rio de Janeiro e de São Paulo.