Apresentado durante o Salão do Automóvel de Buenos Aires, na Argentina, o DS3 Cabrio é a mais nova aposta da Citroën para alavancar suas vendas no mercado mundial. Já presente nas concessionárias europeias, o modelo, que embora tenha a denominação Cabrio, não é na verdade um cabriolet de verdade.

Possivelmente tomando como base o italiano Fiat 500C, a Citroën criou o DS3 Cabrio com um grande teto solar, ou seja, o modelo não é um conversível e sim uma versão “descapotável”, algo que em termos, garante experiência semelhante aos consumidores durante a condução.

Portanto, mesmo que o carro tenha seu teto totalmente removido, o mesmo ainda mantém as colunas e os vidros traseiros no mesmo lugar. Essa medida foi adotada pela Citroën visando a segurança dos ocupantes do veículo, uma vez que em um carro conversível, o motorista e os passageiros ficam demasiado expostos.

Embora seja mais seguro, o Citroën DS3 Cabrio não oferece a liberdade que um conversível é capaz de oferecer, portanto, os apaixonados pelos modelos sem capota, com certeza não irão se adaptar ao estilo proposto pelo carro francês.

Com exceção do teto solar “gigante”, o Citroën DS3 Cabrio é o mesmo em relação ao modelo original. Alguns testes mostraram que a versão descapotável apresentou resultados dinâmicos melhores que o fechado, ponto esse que conta muito a favor do lançamento da montadora francesa.

Entre as novidades, destaque para o teto que é aberto em apenas 16 segundos, 4 segundos a menos que os conversíveis convencionais, que normalmente realizam a ação em 20 segundos. Além disso, abrir ou fechar a “capota” é muito simples, basta acionar um botão que fica junto do retrovisor e as luzes de leitura.

Ainda sobre o teto solar do DS3 Cabrio, a grande desvantagem do modelo aparece quando a “capota” está recolhida, uma vez que a visibilidade fica bastante comprometida, o que pode incomodar e muito os ocupantes do modelo, principalmente o motorista.

O porta-malas até que é bastante espaçoso, são 245 litros de volume, no entanto a abertura do mesmo é muito pequena, o que acaba impossibilitando a colocação de objetos e demais artigos de tamanho diferenciado.

Disponível em quatro motorizações diferentes no mercado europeu, o Citroën DS3 Cabrio é equipado com três versões a gasolina e uma turbodiesel. De todos os propulsores presentes no modelo, o que mais chama a atenção é o 1.2 de três cilindros capaz de gerar 82 cv de potência.

A versão top de linha é equipada com o competente motor 1.6 THP que fornece 156 cv de potência. Em todas as configurações, a transmissão é manual de seis marchas (a mesmo que equipa o DS3 no Brasil).

Embora, já tenha estreado na Argentina, a Citroën não sabe se vai trazer o DS3 Cabrio para o mercado brasileiro, uma vez que a montadora francesa não possui a total convicção de que o modelo venderia o suficiente para valer o investimento de importação.