Enfim, o que foi falado pelo colunista Fernando Calmon anteriormente foi confirmado pela Daimler em uma cerimônia oficial na terça-feira, 1 de outubro, com a presença da presidente do Brasil, Dilma Rousseff, Andreas Renschler, membro do Board responsável por Produção e Compras da Mercedes-Benz Automóveis e Mercedes-Benz Vans, e Philipp Schiemer, presidente da Mercedes-Benz do Brasil e CEO da Daimler para América Latina.

A empresa cresce no Brasil acrescentando uma nova unidade à rede de produção global de automóveis. No futuro, a próxima geração da Classe C e o GLA serão produzidos para o mercado local em uma nova fábrica em Iracemápolis, localizada no interior de São Paulo. De acordo com o plano atual, os primeiros veículos sairão da linha de produção em 2016. Um investimento de cerca de R$ 500 milhões foi reservado para o primeiro estágio da planta. A produção prevista para a nova fábrica deverá atingir até 20 mil veículos por ano. Cerca de 1.000 novos empregos serão criados e, além disso, deverá desenvolver cerca de 3 mil novos empregos em fornecedores.

De acordo com Andreas Renschler: “O Brasil é um importante mercado futuro. Com nossa produção local nós aceitamos o desafio e enfrentaremos nossos competidores. A nova unidade representa de maneira exemplar a expansão de nossa rede de produção global – assim teremos acesso ainda maior a nossos clientes.” Com relação à importância estratégica do programa de produção local, Renschler disse que “com a nova geração da Classe C e o GLA, faremos a nacionalização de dois produtos altamente atraentes com a qualidade superior da Mercedes, para a qual vemos grande potencial no segmento de veículos premium brasileiro”.

“Com a produção local de automóveis, a Mercedes-Benz sobressai como a única empresa que atua em todos os segmentos de mobilidade no Brasil, com automóveis, caminhões, ônibus e vans”, disse Philipp Schiemer, presidente da Mercedes-Benz do Brasil. “A proximidade das nossas fábricas em São Paulo e Minas Gerais também nos permitirá ter maior integração entre as plantas e as possibilidades de intercâmbio para os funcionários”.

Para o governador do Estado de São Paulo, Geraldo Alckmin, o anúncio da nova fábrica em Iracemápolis significa uma perspectiva de avanço tecnológico e a geração de milhares de empregos diretos e indiretos. “A Mercedes-Benz é uma gigante da indústria automobilística internacional, que tem a marca forte da qualidade e da inovação. A construção de mais uma fábrica aqui comprova que a excelência do capital humano e da infraestrutura paulista fazem toda a diferença para quem vem investir no Brasil, bem como o excelente trabalho de apoio da agência Investe São Paulo, que tem justamente a missão de ser uma parceira das empresas que escolhem atuar em nosso Estado”, afirma Alckmin.

Por Marcus Lauria