A Chevrolet continua apresentando seus lançamentos para a temporada, dessa vez foi o Cruze 2014, modelo esse que chega às concessionárias no dia 05 de agosto de 2013. A má notícia é de que o carro sofreu poucas modificações em suas versões, sendo assim bastante semelhante à versão atual.

Em relação às modificações, tanto o Chevrolet Cruze, quanto o Cruze Sport6 receberam algumas novidades. A versão LT, por exemplo, conta agora com manopla de câmbio manual com novo acabamento em couro e novo volante (com acabamento em couro e detalhes em pintura prata polar).

A versão LTZ agora conta com o inovador sistema MyLink, novidade essa que tem sido adotada pela Chevrolet na maioria dos seus modelos. Com essa ferramenta, o condutor poderá desfrutar de navegador, visualizador de fotos, ligações telefônicas, reconhecimento de voz para agenda, Bluetooth, entrada auxiliar, USB, MP3 e CD Player. Todos esses recursos podem ser acessados por meio de uma tela touchscreen de 7 polegadas.

No entanto, as novidades não param por aí, o sistema MyLink também contará com sistema de navegação integrado, função áudio streaming, câmera de ré integrada e comandos de voz para configurações do veículo, áudio e navegação.

A parte mecânica manteve-se a mesma, sendo assim o Chevrolet Cruze 2014 está equipado com o motor 1.8 capaz de gerar 140 cv de potência com gasolina e 144 cv de potência com etanol. Em relação ao consumo, o novo lançamento da montadora americana faz 6,7 km/l na cidade e 9,3 km/l na estrada, estando abastecido com etanol. Com gasolina o rendimento aumenta de forma considerável.

Vale lembrar que Cruze 2014 disputará mercado com Honda Civic, Hyundai Elantra, Toyota Corolla e Volkswagen Jetta. Com todas essas opções no mercado, com certeza o maior beneficiado será o consumidor, uma vez que a qualidade dos carros tende a aumentar e o preço a cair, visto a enorme concorrência que as montadoras enfrentam.

O preço ainda não foi divulgado de forma oficial pela Chevrolet, no entanto especula-se que seja algo próximo de R$ 71 mil, valor esse que se for confirmado, com certeza irá gerar a desaprovação por grande parte dos consumidores.