Apresentada no fim de 2012, a Honda Scooter PCX 150 2013 será a substituta da Lead 110. Produzida em Manaus (AM), o lançamento chega as concessionárias agora em abril, tendo como principal novidade o sistema start-stop, chamado de Idling Stop System pela montadora, essa função faz com que o motor seja desligado em paradas rápidas, sendo ligado novamente ao acionar do acelerador.

Embora seja baseada na scooter desenvolvida e fabricada na Tailândia, a PCX 150 conta com um estilo europeu, continente onde o modelo estreou em 2012 para substituir a versão 125 cc. Com linhas mais modernas, a nova Scooter chama atenção pela ausência do vão entre o assento e o escudo frontal, característica essa que está presente na maioria dos veículos da categoria. Mesmo que os pés do piloto fiquem separados por um túnel central, a condução ainda conserva a postura ereta.

As proteções posicionadas logo acima dos estribos, em conjunto com a carenagem frontal, formada de vincos acentuados, são capazes de dissipar o que vento que varia em direção ao condutor, trazendo maior estabilidade e aposentando o velho sistema de proteção usado na maioria das scooters, o “paredão”.

Seguindo a ideia de modernidade, os faróis da nova Scooter agora possuem uma forma trapezoidal, integrando também os piscas dianteiros, essa iniciativa fez com que peças salientes fossem eliminadas, dando assim a impressão de que o modelo foi lapidado em um único bloco. Destaque também para as rodas de liga leve de 14 polegadas, detalhes esses que encorpam ainda mais esse maravilhoso lançamento.

O motor da Scooter PCX 150 2013 é monocilíndrico de 153 cm³, com refrigeração líquida e comando simples no cabeçote (SOHC). Sendo alimentado por injeção eletrônica, o mesmo é capaz de produzir 13,6 cv de potência a 8.500 rpm e 1,42 kgfm de torque a 5.250 rpm. Todo esse sistema foi produzido exclusivamente para trazer maior economia de combustível, uma vez que a mesma é capaz de fazer cerca de 40 km/l, lembrando que o taque comporta 5,9 l.

A fim de garantir um consumo ainda mais baixo, a PCX 150 dispõe de uma série de inovações mecânicas, novidades essas que incluem um pistão mais leve para amenizar o atrito com as paredes do cilindro, redimensionamento de peças, a fim de diminuir a fricção no motor e a presença de uma ventoinha menor que possibilitou com que o funcionamento do radiador e rolamentos especiais fossem otimizados.

No entanto, mesmo com todas essas novidades, com certeza o destaque vai para o Idling Stop System. O mesmo é ativado por meio de um dispositivo presente na manete direita, fazendo assim com que o motor da Honda Scooter PCX 150 pare de funcionar após três segundos de inatividade. O componente só será religado assim que houver algum movimento do acelerador, diminuindo ainda mais o consumo.

O sistema parece bastante com a função stand-by presente nos aparelhos eletrônicos, onde o equipamento parece desligado quando a luz vermelha está acesa no display, no entanto suas funções básicas para ser religado continuam funcionando. No caso da moto, assim que o condutor girar o acelerador, o propulsor irá religar e o motor funcionará normalmente.

Ciente de que o mercado está cada vez mais concorrido, a Honda decidiu montar a Scooter PCX 150 sobre um chassi tubular do tipo underbone, informação essa que justifica o tão comentado túnel central entre as pernas do condutor. O veículo ainda dispõe de assento composto por dois níveis que inclui apoio para a coluna do piloto.

Lembrando que esse tipo de assento até pouco tempo era mais comum em modelos de porte maior, como o Dafra Citycom 300i e os Suzuki Burgman 400 e 650.

Em relação aos freios, a Honda Scooter PCX 150 2013 dispõe do Combined Brake System, sistema esse que é capaz de distribuir igualmente a carga exercida sobre o disco dianteiro de 220 mm (com pinça de três pistões) e o tambor traseiro (de 130 mm).

Com a chegada do novo produto ao mercado, a Honda oferece mais uma opção aos clientes que buscavam uma scooter com maior desempenho que a Lead 110. Por enquanto, a marca não divulgou o preço, mas estimasse que o valor seja algo próximo aos R$ 9 mil.