A montadora alemã tem planos de oferecer no país a partir de 2014 seu novo subcompacto elétrico, que começa a ser produzido na Alemanha no ano que vem. O i3 faz parte de uma nova família de carros elétricos criada pela montadora alemã, que além do subcompacto terá um esportivo híbrido a ser lançado daqui a dois anos.

Alimentado por baterias de íon-lítio, o i3 é dotado de um conjunto elétrico capaz de render 170 cv de potência e sua autonomia é de aproximadamente 160 km.

A marca alemã ainda está finalizando os últimos detalhes e resolvendo algumas pendências do projeto antes do lançamento. Uma delas diz respeito aos locais que vão abrigar as baterias. A solução encontrada e mais apropriada é colocar os módulos nas partes dianteira e inferior para não prejudicar o espaço interno do modelo. Outra preocupação é quanto a perca de performance em diferentes condições climáticas, mas os engenheiros já estão de olho nessa questão.

O formato de comercialização ainda não foi decidido, mas a bateria deve ser oferecida junto com o veículo. Essa solução vai de contramão ao que vem sendo adotado por outras montadoras, que preferem alugar ou emprestar para reduzir o preço final dos veículos já que só a bateria representa 40% do total.

Aqui no Brasil um dos empecilhos para comercialização do modelo será a falta de incentivos fiscais para veículos com essa tecnologia. Se nada mudar até 2014 o preço deve inviabilizar sua comercialização já que na Europa cogita-se pedir algo em próximo de 35 mil euros por ele – preço superior ao do sedã Série 3.

Informações: Automotive Bussiness