Mostrada recentemente através de uma imagem oficial, a Toyota Hilux reestilizada deve desembarcar no Mercosul a partir de outubro, quando começa sua produção na fábrica argentina de Zárate. Com ela virá uma nova motorização específica para o mercado brasileiro. Se trata do propulsor 2.7 16v de 158 cavalos que se tornou flexível para atender o nosso mercado. Esse propulsor era muito esperado aqui no Brasil para concorrer com a líder S-10, que até agora era a única picape média a disponibilizar essa opção.
Falando um pouco das novas alterações visuais da picape, as principais mudanças se concentram na parte dianteira, onde a grade e o para-choque são novos e os faróis estão mais puxados. Na traseira, as lanternas a parte interna das luzes foi levemente alterada. No interior são esperados apenas novos materiais de melhor acabamento e a adoção de novos acessórios.